PodCast - Mensagens em áudio

AGENDA

Existe a Igreja "perfeita"? (reflexão Pr. Rodrigo - IMeL Vila Moares)

  Reflexões - A Igreja. 

Bênção ou problema?

Existe igreja perfeita? 

A Igreja invisível vai bem, obrigado. Entretanto, a igreja visível é uma parceria divino humana, onde a parte humana precisa de constante renovação. Logo, essa igreja visível não é perfeita. Mas, ela pode ser saudável!

De tempos em tempos surgem movimentos que buscam "romper" com a igreja institucionalizada, engessada e burocratizada, até mesmo associando essa igreja imperfeita ao grupo dos fariseus e promovendo uma mensagem "resgatadora". 

Mas, e aí? Vamos desacreditar da igreja de Cristo? 

John Wesley, o fundador do metodismo, tinha todos os motivos para desacreditar da igreja. Ele próprio foi vítima de uma instituição velha e  engessada. Apesar de ter sido expulso dos púlpitos e de tamanha decepção, Wesley morreu reconhecidamente anglicano (igreja oficial da Inglaterra). 

O que ele sempre quis foi renovar a igreja e trazer a mensagem de santidade para o centro, mas jamais foi sua proposta fundar uma nova denominação.

John Wesley, o fundador do metodismo, escreveu um sermão chamado "O mistério da iniquidade". 

Ele destaca o início da Igreja em atos dos apóstolos como algo puro e belo que sofreu com a infiltração do mal. Joio e trigo crescem juntos! 

Em Atos 4 Ananias e Safira pecam! O próprio Espírito Santo se encarrega de disciplina-los. Em Atos 6 há uma pequena confusão por causa da distribuição de recursos. Helenistas e hebreus brigam pois as viúvas estavam sendo esquecidas. Assim, nascem os diáconos para resolver o problema e permitir que os apóstolos se dediquem à oração e à Palavra. 

Em Atos 10, Pedro, um discípulo de Jesus ainda preservava marcas de um preconceito racial herdada de uma espiritualidade não saudável que o levara a ter dificuldades em aceitar que o evangelho chegasse aos gentios, até que é confrontado em visão pelo próprio Deus e vê a conversão de Cornélio desmoronar o muro de seus preconceitos. 

Em Atos 15 temos o primeiro Concílio para decidirem como deveriam viver os gentios conversos. Foi difícil! A lista não para! Em Gálatas 2 Paulo resiste Pedro face a face por suas duas caras ao tratar gentios com indiferença quando na presença de judeus.

A igreja não é perfeita. Mas, ela pode ser saudável. 

Muitos dos nossos problemas com a igreja tem muito mais a ver com nossa maneira de pensar o que é uma igreja boa, com nossos gostos pessoais e decepções não superadas do que com o que realmente deveria nos preocupar: 

1) Ela prega a sã doutrina? 

2) Seus líderes imperfeitos são comprometidos com o Evangelho?; 

3) Estou disposto a superar as decepções, gostos pessoais e me engajar no que realmente importa, que é a grande comissão? 

O diabo tem entorpecido muitas mentes com esse engodo terrível levando muitos a pensarem que não precisam da igreja. 

Cuidado! Procure uma igreja bíblica mais próxima de sua casa, mas não desacredite do que Cristo estabeleceu. 

Joio e trigo crescem juntos, mas já está decidido quem fará a separação.

Não devemos nos esquecer de que a Igreja é de Cristo, por Ele edificada para um propósito glorioso. 


Somos convocados a sermos membros desse corpo, pedras vivas nesse edifício e sermos uma noiva para o noivo. 

O imperativo para o fim dos tempos é: "Não deixemos de congregar como é o costume de muitos. O dia se aproxima!" (Hebreus 10:25). 

No amor de Cristo,

Pastor Rodrigo 

Igreja Metodista Livre de Vila Moraes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vim para adorar-te em japonês

Grupo de Louvor da Caape - música: Deus vai fazer